Ultimas

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Após boatos de pacto coletivo de morte, jovem avisa que será o próximo a se matar


O delegado disse que nunca viu algo parecido durante toda a carreira



A Polícia Civil do Rio Grande do Sul confirmou na última quinta-feira (2) que ao menos duas adolescentes morreram e ao menos três garotas e um menino estão hospitalizadas após um pacto coletivo de suicídio firmado em um grupo fechado em uma rede social. 


Mais notícias aqui

Uma morte ocorreu em Gramado e a outra em Canela, na Serra gaúcha. As duas tinham 14 anos e morreram por enforcamento. O delegado que investiga o caso , Gustavo Barcellos, disse que ainda não foi possível esclarecer o motivo que levou ao pacto coletivo.


O delegado conta que o grupo tem uma marca.

A primeira morte ocorreu no 23 de setembro, em Canela, e a segunda, na última sexta-feira (26), em Gramado. Segundo o delegado, elas se conheciam e mantinham contato em uma conversa fechada por meio do Facebook.

O pais da menina de Gramado estão muito abalados, segundo Barcellos, mas afirmam que a filha não apresentava nenhum sintoma que poderiam indicar o ato, como depressão, por exemplo.

Durante a reportagem, o Cidade Alerta mostrou um publicação de um jovem que diz ser membro do grupo que fez o pacto e será o próximo a se matar. No texto, ele diz que tem que acontecer esse tipo de coisa para as pessoas verem que o fim está chegando.

Assustada com o texto do rapaz, uma jovem pergunta o motivo do pacto. Ele pede desculpa e diz que não pode falar mais nada

A polícia irá tentar localizar o jovem. Além dele, a polícia acredita que existam mais pessoas envolvida no pacto. A polícia está colhendo depoimentos e disse que as vítimas serão encaminhadas para tratamento psiquiátrico.


Por R7
Fotos: Reprodução/Rede Record

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates