Ultimas

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Imagens mostram carro incendiado e barricadas em Guadalupe, Rio

Imagem do G1 rio
Outro veículo ainda dificulta passagem de motoristas em estrada.
Perto de conjunto invadido, imagens mostram barricadas de concreto.

Imagens do Globo o registradas às 7h15 desta segunda-feira (17) mostraram um carro em chamas em um terreno que margeia a Estrada do Camboatá, em Guadalupe, no Subúrbio do Rio. A estrada fica no entorno do conjunto habitacional do "Minha Casa, Minha Vida", que foi invadido no dia 9 deste mês. Na manhã desta segunda, um oficial de Justiça deve ir ao local negociar a saída das famílias que ocupam os prédios.

Nas imagens gravadas pela reportagem, ao lado do veículo em chamas, há pelo menos mais três carros abandonados e, mais adiante, outro veículo pode ser visto, virado de cabeça para baixo, interditando uma das pistas da via. Motoristas que passavam pelo local naquele horário precisaram desviar para o meio da pista.

Criança retira pertences do condomínio invadido
em Guadalupe. no Subúrbio do Rio
(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)
A uma quadra de distância do condomínio invadido, imagens mostram barricadas feitas com estruturas de concreto dificultando a passagem de pedestres e impedindo a passagem de veículos.

Reintegração de posse

O tenente-coronel Luiz Carlos, comandante do 41ºBPM (Irajá), responsável pelo policiamento da área, vêm negociando com as famílias e algumas já começaram a deixar os apartamentos. “Vamos fazer de tudo para proceder essa reintegração de posse da forma mais tranquila possível”, disse o coronel.

A Justiça determinou a reintegração de posse do local na quinta-feira (13). Na decisão, a Justiça pede o acompanhamento do Samu, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar e Secretaria de Assistência Social do município.

Homens armados invadem conjunto
 habitacional em Guadalupe/
GNews (Foto: Reprodução GloboNews)
Na manhã desta segunda, um carro blindado da Polícia Militar estava posicionado do lado de fora, bem em frente ao condomínio invadido.

Na quinta-feira, após a Justiça determinar a reintegração de posse do conjunto habitacional, o comandante interino da Polícia Militar do Rio, Íbis Silva Pereira, se reuniu com executivos da Caixa Econômica Federal para discutir a desocupação. Participaram da reunião também agentes das polícias civil e federal, já que a Caixa é uma das instituições lesadas com a invasão, e da prefeitura do Rio, parceira do projeto do condomínio do "Minha Casa, Minha Vida" em questão.

Área é considerada violenta

O conjunto habitacional fica ao lado da favela Gogó da Ema, em Guadalupe. A área é considerada violenta, onde traficantes costumam instalar barricadas para dificultar as operações da polícia. Na terça-feira (11), um homem com um fuzil foi flagrado caminhando dentro do condomínio. Um grupo de moradores também abriu uma passagem no muro que divide o condomínio de um terreno onde existem vários barracos.

As famílias contempladas pelo "Minha Casa, Minha Vida", que têm renda de até três salários mínimos, receberiam as chaves em dezembro. Mas a construtora BR4, responsável pela obra, admite que deve ser estabelecido um novo prazo de entrega. Em nota, a empresa informou que as obras foram finalizadas e o condomínio está em fase de legalização.

A Secretaria de Habitação do Rio de Janeiro informa que os donos dos apartamentos receberão os imóveis. O prefeito Eduardo Paes descartou a possibilidade de cadastrar os invasores em um programa social.

Mais notícias
AQUI, curta a fanpage do jornal folha informa AQUI
Do G1 Rio

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates