Ultimas

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Suplente de vereador vai à Justiça para provar que não integra quadrilha

Suplente João Cunha
Político disse que agora quer que a polícia apresente provas que ele tem algum envolvimento com a criminalidade.

O suplente de vereador e líder comunitário, João Cunha, disse, nesta segunda-feira (10), que acionará a Justiça com o objetivo de provar que ele não tem ligação com grupo acusado de praticar furtos em lojas de produtos eletrônicos em João Pessoa. Cunha foi detido com quatro outras pessoas na quinta-feira (6), mas já está em liberdade.

Ele disse que agora quer que a polícia apresente provas que ele tem algum envolvimento com a criminalidade.

“Os meus advogados vão conduzir tudo isso para que a Polícias Militar e Civil provem que eu sou bandido”, disse, acrescentando que está constrangido com a situação e que procurará um psicólogo para restabelecer a vida.

João Cunha contou que estava na casa da mãe dele, no Castelo Branco, quando um sobrinho pediu para levá-lo em sua residência. Só que, no meio do caminho, o jovem pediu para ele o acompanhar até outra residência no Bessa. Nesse momento, conforme alega, quando estava esperando no carro, aconteceu a abordagem da Polícia.

“Os policiais que detiveram o carro lá no Bessa estavam em uma ronda rotineira. Eles não sabiam de nada e eu também não”, disse, alegando que foi acusado de ter levado a pessoa para pagar suborno à polícia, quando, segundo ele, estava apenas dando uma carona.

Mais notícias
AQUI, curta a fanpage do jornal folha informa AQUI
Por portal correio

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates