Ultimas

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

NOVA PALMEIRA PB: Prática criminosa volta a se repetir e dois animais são encontrados mortos por veneno

Cachorro envenenado por um fortíssimo veneno
 (Foto: Reprodução/Facebook)
A história se repete e, outra vez, a prática absurda de cometer abusos e maus-tratos contra animais volta acontecer em Nova Palmeira. Os acontecimentos têm se tornado rotineiros nos últimos anos. Proprietários de cães e gatos estão assustados com o alto número de envenenamentos na cidade.

Na tarde desta terça-feira (27), dois cachorros foram encontrados mortos na rua Edite Gomes, no conjunto Bento Coelho, saída para a cidade de Picuí. O veneno utilizado para liquidar com os vira-latas, era tão forte, que urubus que chegavam para comer a carne já em putrefação, também morreram com o poder do tóxico.

Cidadãos nova-palmeirenses ficaram indignados com a repetição de mais esse crime, e espalharam em comentários nas redes sociais, a repulsa por mais um ato de crueldade.

“Já fazia seis meses que Dona 'Nevinha' tinha adotado essa cachorra de rua, que era deficiente por causa de um acidente que teve com ela. Estava sendo muito bem cuidada, pois somos pobres, mas temos coração de gente. No entanto, hoje essa pessoa ou essas pessoas fizeram este ato cruel”, disse indignada, a internauta Antônia Maria do Nascimento.

Apesar de não haver dados estatísticos, é grande o aumento dos casos. As maiores vítimas são os animais de rua ou aqueles que, mesmo tendo dono, saem de casa com frequência.

A intoxicação de bichos de estimação não é uma coisa rara de se encontrar. Pode ocorrer de maneira acidental ou criminosa.

A primeira acontece quando o animal ingere plantas tóxicas, medicamentos ou venenos para roedores. O animal, de maneira instintiva evita os produtos peçonhentos, porém, em alguns momentos, por curiosidade ou desatenção, pode entrar em contato com estas substâncias.

No caso de intenção criminosa, o agente tóxico normalmente está disfarçado (dentro de uma bolinha de carne, salsicha, leite, etc.) e age de maneira rápida, normalmente levando-o à morte.

Segundo o artigo 32 da Lei Federal 9.605, de crimes ambientais, maus-tratos contra animais é considerado crime contra o meio ambiente, e a pena pode variar entre um ano e quatro meses de prisão, quando ocorre a morte do criatura.


Por Blog de Nova Palmeira

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates