Ultimas

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Adolescente diz que matou palhaço após ter sido assediado por quatro meses

Palhaço Paixão morreu nessa terça
Reprodução/ arquivo pessoal
Um adolescente de 17 anos, que alegou ter sido assediado sexualmente por Gene Flávio Ramos Bezerra, 38 anos, conhecido como ‘Palhaço Paixão’, planejou a morte do artista circense ao atraí-lo para um encontro. A confirmação é do delegado Gaudência Neto, adjunto da Delegacia de Homicídios de Patos, onde ocorreu o assassinato. O palhaço morreu nessa terça-feira (11). O menor foi detido em flagrante.

O delegado explicou que na tarde dessa segunda-feira (10), o menor marcou um encontro com o palhaço em uma praça pública. Os dois foram juntos para a casa da vítima onde o adolescente desferiu cinco golpes de punhal nas costas de Gene Flávio.

“Quando o palhaço se distraiu e ficou de costa, o adolescente confirmou que deu os golpes. Ele saiu correndo e foi abordado por uma viatura da Polícia Militar que fazia rondas pela localidade. O menor estava com a camisa ensanguentada e confirmou que teria praticado o crime e indicou onde a vítima estava”, disse o delegado.

A vítima foi encontrada agonizando dentro e casa e foi socorrida para o Hospital Regional Janduhy Carneiro. O palhaço morreu na noite dessa terça devido os ferimentos provocados pelos golpes de punhal.

Na delegacia, o garoto disse que estava sendo assediado pela vítima há quatro meses. Os assédios ocorriam pelas redes sociais e telefone. “O menor disse que não aguentava mais. Devido às constantes ligações telefônicas, ele teria trocado de número quatro vezes, mas sempre o homem conseguia os novos números. Tentou de todas as formas se livrar, mas como não conseguiu decidiu matar o rapaz”, comentou Neto. A família do garoto não sabia do caso.

O adolescente disse ainda que levou o celular da vítima para que ela não procurasse socorro. “Ele foi mesmo com a intenção de matar o palhaço. O crime foi premeditado”, concluiu o delegado Gaudêncio Neto. O menor foi apresentado na manhã desta quarta-feira (12) ao Ministério Público de Patos e foi transferido para o Lar do Garoto da cidade de Sousa onde vai ficar, inicialmente, recolhido por 45 dias devido a internação provisória expedida pela Vara da Infância de Juventude local.

O corpo da vítima foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Patos e foi liberado para velório e sepultamento.


Por Hyldo Pereira
portal correio

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates