Ultimas

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Efraim Filho, classifica como “pedaladas” déficit do Postalis‏

Presidente da CPI Efraim Filho DEM-PB, Fotos / L Barbosa.

O presidente da CPI dos Fundos de Pensão, deputado Efraim Filho (PB), foi enfático ao classificar parte do déficit do Postalis como “pedaladas” para beneficiar os Correios. A colocação foi feita em reunião da CPI na qual foi ouvido o diretor-presidente do Postalis, Antônio Conquista.

“O Ministério do Planejamento orientou que os Correios deixassem de reconhecer uma dívida de R$ 1 bilhão que tinham com o Postalis. Orientação que vem de cima para baixo é ordem. Esse R$ 1 bilhão virou passivo para o Postalis e ativo para os Correios. Num passe de mágica contábil, os Correios tiveram um superávit de R$ 1 bilhão. É uma pedalada”, afirmou Efraim Filho.


Na CPI, Conquista não esclareceu o destino desse valor. Apenas reconheceu o peso desses recursos no montante dos déficits do fundo de pensão dos funcionários, aposentados e pensionistas dos Correios.
Dos R$ 5,6 bilhões de déficit reconhecido pelo Postalis, cerca de R$ 1 bilhão se refere a valores não pagos pelos Correios relativos à chamada Reserva Técnica de Serviço Anterior (RTSA). Os Correios assumiram o pagamento desse valor, mas há divergências no governo quanto à responsabilidade da dívida.


Para Efraim Filho, o não pagamento deixou o recurso livre no caixa da estatal, numa espécie de manobra contábil.


Aos parlamentares da CPI, Conquista admitiu que já ter discutido a situação Postalis com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso na Operação Lava Jato, que investiga suspeita de desvios de recursos na Petrobras, também investigados pelos deputados que integram a CPI da Petrobras (veja reportagem na página ao lado).

Uma auditoria feita pelos Correios aponta que a gestão de Antonio Conquista à frente do Postalis provocou, apenas nos últimos dois anos, prejuízo de R$ 2,6 bilhões nas contas do fundo.
As suspeitas de irregularidades na administração do fundo foram alvo de investigação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), vinculada ao Ministério da Previdência Social, e também estão sendo apuradas pela Polícia Federal.









Por Hosa Freitas
e Jornal Folha Informa
Fotos / L Barbosa






Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates