Ultimas

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Jovem de 22 anos tem as duas mãos decepadas pelo próprio marido com facão durante briga

Gisele e o marido (Foto: Montagem R7 
Reprodução Facebook e Rede Record)
Gisele Santos de Oliveira, de 22 anos, que teve as mãos decepadas depois de ser atacada a golpes de facão pelo marido vai ganhar próteses. O crime aconteceu na cidade de São Leopoldo (RS) no dia 2 de agosto.

A presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Fabiane Dutra Oliveira, em reunião com o secretário estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, solicitou especial atenção ao caso de Gisele.

Mais noticias aqui

O secretário estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, assegurou que vai disponibilizar as próteses indicadas para que a paciente possa recuperar e restaurar suas habilidade. A presidente do conselho destacou como positiva a posição da secretaria em garantir a aquisição e colocação das próteses.

— Fico contente por saber que o governo do Estado está cumprindo com a Lei e prestando todo o atendimento indicado neste caso que, por se tratar de uma violência contra a mulher, por ser entendido como uma questão de saúde pública.

De acordo com a secretaria, a jovem passará por atendimento com equipe disciplinar e reabilitação, antes de receber as próteses indicadas para ele. Não há prazo para o recebimento das próteses porque isso vai depender da recuperação e da adaptação de Gisele.

A brutalidade aconteceu na casa onde o casal morava havia menos de dois meses. A jovem falou, por telefone, e contou detalhes do dia do crime.

— Ele pegou o facão e começou a me ameaçar até que me acertou o primeiro golpe na cabeça. Tentei me de defender botando as mãos na frente e ele acertou minhas mãos. Tentei botar o pé na frente e ele me acertou o pé.

Gisele também teve um pé decepado e o outro parcialmente cortado. Ela passou por uma cirurgia para recolocar os membros e aguarda evolução do quadro médico para ver se haverá rejeição aos pés. Mesmo após a agressão, a jovem disse não ter ódio do marido.

— Eu, sinceramente, achei que ia ficar com raiva, mas não. Não desejo o mal.

Alice Amaro, de 32 anos, enteada da mãe de Gisele, declarou ao R7 que Freitas mandou um recado para a família.

— Ele só a largou porque achou que ela ia morrer e foi se apresentar à polícia e alegou legítima defesa. Mas quando descobriu que ela não [morreu], falou para um amigo que vai terminar o que começou [quando sair da cadeia]. Ele disse também que não estava arrependido.




R7

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates