Ultimas

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Paraíba registra redução de 62,5% de óbitos causados pela dengue

Política mais cedo
Imagem internet





Registros atestam que o número de óbitos por dengue caiu 62,5% na Paraíba no período de 1º de janeiro a 23 de outubro de 2015, quando foram registradas três mortes, em comparação ao mesmo período em 2014, com oito. Os dados são do Boletim nº 10, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Gerência Executiva de Vigilância em Saúde.

Apesar de o Boletim destacar tal redução na Paraíba em detrimento do panorama nacional, que demonstra um acréscimo significativo de óbitos confirmados, a gerente executiva da Vigilância em Saúde da SES orienta a manutenção dos cuidados preventivos. “Mesmo com esta redução, a recomendação da SES é para que as secretarias municipais de saúde de todo o Estado mantenham a rede atenta para o diagnóstico precoce da doença e o manejo correto para que os óbitos sejam evitados”.

Quanto aos cálculos da incidência da doença, “Os números confirmam a necessidade da vigilância ativa contra o mosquito combatendo possíveis criadouros com o auxílio da população que é o ator principal, uma vez que a maior parte dos depósitos está em suas casas”, concluiu Renata.

Febre chikungunya – Na Paraíba foram notificados 16 casos suspeitos de CHIKV, sendo 15 descartados, um em investigação e um confirmado. É importante ressaltar que a SES realizou as ações pertinentes. A população tem um papel fundamental adotando as medidas de combate ao mosquito.

A SES informa que todo caso suspeito de Chikungunya é de notificação compulsória imediata e deve ser informado em até 24 horas às esferas municipal, estadual e federal, através dos contatos da Secretaria de Estado da Saúde são: 0800 281 0023/ 3218-7331/ 98828-2522.

Zika vírus – A Secretaria implantou três unidades sentinelas do zika vírus, conforme recomendação do Ministério da Saúde, nos municípios de Bayeux, Campina Grande e Cajazeiras. A Rede Sentinela é composta por unidades de saúde (chamadas de unidades sentinela) que identificam, investigam e notificam, quando confirmados, os casos do agravo em questão.

Guillain Barré – Foram informados, de julho até o momento, pelos serviços hospitalares, 19 casos suspeitos, sendo 14 descartados e cinco em investigação, e o Ministério da Saúde permanece monitorando junto aos Estados os casos diagnosticados de Guillain Barré. 3218-7331/3218-7381/3218-7317.

A SES vem realizando várias ações, entre elas, visita técnica nos municípios que registraram suspeita de óbitos por dengue, distribuição de 50 motos para dar suporte às Gerências Regionais de Saúde nas ações de combate ao vetor; acompanhamento da qualificação de Manejo Clínico da Febre Chikungunya no município de Marcação, entre outras.

Redação com Secom-PB

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates