Ultimas

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Efraim alerta Governo Dilma termina, mas não conclui ferrovia Transnordestina e transposição do Rio São Francisco

Por
DEM
Texto Fabíola Salvador.
                                                  Deputado Federal  Efraim Filho/DEM-PB,  Fotos /  L Barbosa                                                  

 Governo Dilma termina, mas não conclui ferrovia Transnordestina e transposição do Rio São Francisco, alerta Efraim.

“São mais duas promessas de um governo que viveu de fantasias, prometeu o que nunca pode entregar e não honrou os compromissos assumidos com a tão sofrida população que vive a realidade da seca e de problemas sem fim”, afirma ele, membro de uma comissão externa da Câmara que acompanha as obras da Transnordestina.




Prestes a terminar, o governo do PT não vai finalizar duas obras consideradas prioritárias para a população do Nordeste. O alerta é do deputado Efraim Filho (PB), referindo-se à ferrovia Transnordestina e à transposição do Rio São Francisco.
“São mais duas promessas de um governo que viveu de fantasias, prometeu o que nunca pode entregar e não honrou os compromissos assumidos com a tão sofrida população que vive a realidade da seca e de problemas sem fim”, afirma ele, membro de uma comissão externa da Câmara que acompanha as obras da Transnordestina.

            
Efraim Filho lembra que as obras da ferrovia Transnordestina começaram a cerca de 10 anos, ainda no primeiro mandato do ex-presidente Lula. O cronograma inicial previa a entrega da obra em 2010. Seis anos se passaram e nada de a ferrovia – que vai ligar a cidade de Eliseu Martins (PI) aos portos de Suape e Pecém (CE) – sair do papel. E, mais grave, os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte estão excluídos do projeto original da Transnordestina.



           Sobre a transposição do Rio São Francisco, Efraim lembra que as obras foram esquecidas e cobra do novo governo agilidade nas obras. Considera inadmissível “que se tenha tecnologia para captar petróleo nas profundezas do pré-sal e não tenhamos condições de entregar água na superfície para o irmão sertanejo, que está morrendo de sede”.

Efraim lembra que, durante a campanha presidencial de 2014, quando se prometia a solução para a questão da seca “os olhos do nordestino brilhavam, na esperança de ver a água jorrando no semiárido. Mas era mais uma promessa de campanha, e hoje ele continua vendo o seu rebanho ser dizimado e sua produção comprometida”, lamenta.




Texto Em especial  Fabíola Salvador-DEM



Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates