Ultimas

terça-feira, 21 de junho de 2016

Sindicato dos Médicos conta com o apoio do deputado Hugo Motta.

Por
Ascom
                                                         Deputado Federal Hugo Motta/PMDB-PB, Fotos L Barbosa.                                              


O Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) solicitou ao deputado federal Hugo Motta (PMDB/PB) apoio para não aprovar o projeto de lei 3.123/2015, que altera as regras para o cálculo do teto salarial no serviço público.

Os profissionais de saúde têm garantido pela Constituição Brasileira o acúmulo de funções no setor público. Com a aprovação do projeto, os benefícios serão somados aos salários para o cálculo do teto salarial.

De acordo com os consultores do sindicato dos médicos do Distrito federal, Dr. Martinho Costa e Dr. Ricardo Corsi, o projeto de lei 3.123/15 acaba com várias garantias fundamentais e sociais, a exemplo de horas extras, VPNI, Função de Confiança, Exercícios cumulativos de atribuição, Adicional de Periculosidade, Insalubridade, Adicional Noturno, Gratificações por encargo de curso ou concurso e verba de representação.

Para o deputado Hugo Motta, caso o projeto seja aprovado como está, o grande impacto será sofrido pela população, já que há uma previsão de que haverá uma debandada de médicos do serviço público. “Já temos uma grande dificuldade de garantir atendimento médico à população, com essa impossibilidade de uma melhor remuneração aos profissionais que possuem duplo vínculo, com certeza teremos um déficit de profissionais dispostos a atuar no serviço público”, disse.

Veja aqui as considerações ao PL 3.123 feitas pelo SindMédico

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 jornal folha informa
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates