Após ter uma crise de ciúme motivada por uma tatuagem, um homem de 47 anos, atirou contra a ex-companheira de 39, e o filho dela, de 18 anos. Ele teria se incomodado pelo fato de o tatuador ter tocado na ex-mulher durante o trabalho.

O caso ocorreu em uma casa na rua América do Norte, no Parque das Américas, em Mauá, região do ABC Paulista, por volta das 17h43 de terça-feira (10). O casal, que teve um relacionamento de um ano, estava separado há quatro meses. Ele não conseguia aceitar o fim do relacionamento e perseguia a mulher, que trabalhava como empregada doméstica.

Durante uma das perseguições, descobriu que ela havia feito uma tatuagem. Com ciúmes, dizia ser inadmissível outro homem tocar no corpo de Cristiane, que considerava ser sua mulher, foi até a residência dela tirar satisfação.

Houve, então, uma discussão entre o casal, quando o filho tentou defender a mãe. O homem foi embora fazendo ameaças. O que, de fato, aconteceu. Minutos após o desentedimento, o homem voltou armado e disparou contra a mulher e o filho dela, que foram encaminhados ao Hospital Nardini. Segundo familiares, a mulher se recupera bem. O filho passará por cirurgia, mas não corre risco de vida.

O homem tinha passagem na polícia por tentativa de homicídio. Ele é considerado pela polícia um homem violento. Depois do crime, ele fugiu e ainda não foi localizado pela polícia. O caso foi registrado no 2ºDP de Mauá.


R7.