Central de Polícia Civil (Foto: Divulgação)

A empresária que matou o marido em Sapé-PB, no dia 10 de abril deste ano, foi indiciada por homicídio doloso, quando há intenção de matar, duplamente qualificado e poderá pegar cerca de 30 anos de prisão. As informações são da TV Correio.

Em entrevista, o superintendente da Polícia Civil da Paraíba, Luciano Soares, disse que a empresária matou o marido com quatro tiros nas pernas e na cabeça, enquanto ele estava no banho, por motivo fútil e sem que houvesse chance de defesa.

Conforme apuração da TV Correio, apesar dos laudos toxicológico e balístico ainda não terem chegado às mãos do delegado responsável pelo caso, Reinaldo Nóbrega, o inquérito já foi concluído.

A empresária chegou a ser presa algumas horas depois do crime, alegando legítima defesa, mas foi liberada para prisão domiciliar, regime em que ainda permanece, conforme repassado pelo delegado Luciano Soares.

Por portal correio.