Imagem ilustrativa
Traficantes da comunidade de Acari, no Rio de Janeiro, tem agredido as pessoas que não estão cumprindo o toque de recolher imposto por eles. Segundo os moradores da região, quem é visto na rua após às 19h30 corre o risco de ser pego pelo “carro da lapada”, e leva uma surra.

“Os traficantes estão espalhados para colocar o povo que insiste em ficar na rua de volta pra casa, e é na lambada, mesmo. Sem dó, nem piedade. Eu tenho medo deles e mais ainda dessa doença”, relatou uma moradora, de 45 anos, ao jornal O Dia.

No chamado “carro da lapada”, traficantes alertam os moradores sobre os cuidados ao sair de casa e afirmam que vão fiscalizar o cumprimento das medidas de prevenção contra o novo coronavírus. “Abrace o papo ou o papo vai te abraçar”, diz o carro de som.

E os moradores que não são muito chegados a obedecer às autoridades, obedecem aos traficantes. Nessas comunidades,escreveu e não leu, o pau comeu.

A Polícia Civil informou que foi feito um registro de constrangimento ilegal e está investigando o caso.


Camisa dez.