Material é distribuído para as 72 unidades prisionais, cadeias e penitenciárias do estado com a participação de presos do regime semiaberto, que foram capacitados para as atividades.
Detentos na Paraíba produzem materiais de desinfecção das penitenciárias — Foto: Secom-PB/Divulgação
O material de higienização e desinfecção utilizado nas unidades prisionais da Paraíba está sendo fabricado pelos próprios detentos. A medida reforça os cuidados contra a disseminação do novo coronavírus em penitenciárias e também faz parte de um projeto voltado para a ressocialização dos reeducandos.

A fabricação acontece no Complexo Agroindustrial de Mangabeira, penitenciária agrícola do sistema prisional, em João Pessoa, sob a coordenação do policial penal com formação em química industrial, Marlo de Miranda Córdula.

O projeto teve início em março deste ano. Atualmente estão sendo produzidos água sanitária e desinfetante para todas as 72 unidades prisionais, cadeias e penitenciárias do estado com a participação de presos do regime semiaberto, que foram capacitados para as atividades.

Os recipientes que armazenam os produtos têm cinco litros e contam com selo próprio, contendo todas as informações dos componentes químicos e orientações de uso. O rótulo destaca a informação de que o material é de uso exclusivo da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) nas unidades prisionais paraibanas.
O secretário da Seap, Sérgio Fonseca, destacou que o trabalho faz parte dos esforços da secretaria para intensificar a higienização das unidades prisionais com o objetivo de evitar a propagação da Covid-19.


G1 PB