Publicidade

Cerca de 80% dos municípios paraibanos sofrem com falta de vacina, diz Famup

Quantidade insuficiente e problemas logísticos com o Governo Federal são as dificuldades, diz Federação

Imagem ilustrativa da internet

A campanha de vacinação contra o novo coronavírus completa um mês nesta sextaa-feira (19) e cerca de 80% dos municípios paraibanos já sofrem com falta de vacina, como afirma o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba, George Coelho.


George explica que muitos municípios não receberam a quantidade suficiente de vacinas para aplicar em profissionais da saúde e idosos.

“A segunda dose tem que ser aplicada nos profissionais de saúde que receberam a primeira dose e os municípios não receberam a quantidade maior para dar continuidade a vacinação. Tem a vacinação dos idosos e as doses não contempla a todos. Portanto, justamente por conta da segunda dose que os profissionais de saúde têm que tomar, os municípios estão praticamente sem vacinas. Itabaiana, Monteiro e Cajazeiras são exemplos de municípios que estão sem vacina para atender a população”, afirmou.

O presidente da Famup também cita problemas logísticos. “O Governo Federal não está fazendo sua parte, comprando apenas de um laboratório, por isso a dificuldade. Além de não ter uma logística de entrega e isso está dificultando porque quando é entregue aos estados e municípios imediatamente, a vacinação começa porque as equipes já estão prontas”, disse George.

O dirigente afirmou que a Famup está apoiando a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) em uma carta aberta pedindo que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, tome alguma providência ou deixe o cargo.

“É uma situação muito grave porque o que vemos é o aumento de casos e a gente sem condições de fazer a imunização. Não podemos ficar parados com uma área tão essencial que é a saúde”, concluiu.
Nova remessa de doses

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, disse nesta quarta-feira (17), à TV Correio, que a Paraíba deverá receber mais 92 mil doses de vacina contra o coronavírus no começo da próxima semana.

Ele explicou que as doses serão distribuídas para vacinar idosos de 80 a 89 anos, depois de concluída a etapa para aqueles maiores de 90 anos. A etapa seguinte será a vacinação de idosos acima de 60 anos.

Nessa quinta-feira (18), o governador da Paraíba esteve com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e, depois do encontro virtual, garantiu que “todo grupo prioritário previsto em plano será vacinado”.

Portal correio.

Postar um comentário

0 Comentários