Publicidade

Mulher é suspeita de matar companheira a facadas, e dopar idosa e criança, em João Pessoa

Segundo a polícia, ela fugiu após o crime com duas sacolas na mão. Vítima foi morta com vários golpes de faca em lugares de grande vascularização, como o coração.


Mulher é suspeita de matar companheira e dopar mãe da vítima e uma criança de 7 anos, em João Pessoa — Foto: Walter Paparazzo/G1 PB

Uma mulher é suspeita de matar a companheira com golpes de faca, no bairro de Gramame, em João Pessoa, na manhã deste sábado (20). Segundo informações da Polícia Civil, ela também teria dopado uma idosa, mãe da vítima, e uma criança de sete anos. Câmeras de segurança flagram ela saindo tranquilamente do prédio onde o crime aconteceu com duas sacolas, ainda segundo a polícia.

A Policia Civil afirma que a vítima tinha 36 anos e foi morta com vários golpes de faca tipo peixeira em lugares de grande vascularização, como o coração.

Criança foi suspostamente envenenada por mulher suspeita de matar a companheira com golpes de faca, em João Pessa — Foto: Walter Paparazzo/G1 PB

Segundo relato de uma vizinha, a mãe idosa da vítima começou a gritar pedindo socorro por volta das 5h, dizendo que estavam matando a filha dela. De imediato, ela acionou a polícia. Enquanto isso, socorreu a idosa que estava passando mal e relatou que o mal estar começou depois de ter tomado um café com leite.

Outro vizinho, socorreu a criança, que disse que estava passando mal depois de tomar um suco de maracujá. A criança teria relatado também que estava vendo mais de uma pessoa e não sentia as pernas.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para socorrer a idosa e a criança. A polícia afirma que eles podem ter sido dopados ou envenenados, devido a quantidade de embalagens e cartelas de remédios no apartamento.

De acordo com o Samu, a idosa e a criança estavam sonolentos e desorientados, mas sem ferimentos.

Eles foram socorridos e levados para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. A unidade ainda não informou o estado de saúde das vítimas.

Por G1 PB
R. jornal folha informa

Postar um comentário

0 Comentários