Publicidade

Luceninha, Leto Viana e mais 9 pessoas são denunciadas pelo Gaeco em caso da Xeque-Mate

Denúncia é a sétima oferecida pelo MPPB no âmbito da Operação Xeque-Mate


Leto Viana, um dos investigados na Xeque-Mate (Foto: Arquivo/Jornal Correio)

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB) ofereceu denúncia a 11 envolvidos em um esquema que teria beneficiado a empresa Projecta com doação ou permuta de terrenos pertencentes ao município de Cabedelo. A denúncia é a sétima oferecida pelo MPPB no âmbito da Operação Xeque-Mate.

Segundo a decisão, a organização criminosa “agia na desafetação de bens públicos (mediante aprovação de lei), avaliação, doação e/ou permuta de bens imóveis (terrenos), de forma ilegal e sem compromisso com o interesse público, acarretando, consequentemente, severos danos (materiais e morais) ao patrimônio da população cabedelense”.

São alvos da denúncia os ex-prefeitos do município, José Maria de Lucena Filho (Luceninha) e Wellington Viana França (Leto Viana); Inaldo Figueiredo da Silva, José Edglei Ramalho e Érika Moreno de Gusmão, descritos no documento como “núcleo do Executivo”. Da parte do “núcleo do Legislativo”, estão Lucas Santino da Silva, Rosildo Pereira de Araújo Júnior (Júnior Datele), Lúcio José do Nascimento Araújo, Antônio Moacir Dantas Cavalcanti Júnior, Tércio de Figueiredo Dornelas Filho e Márcio Bezerra da Costa.

A denúncia pede que os acusados tenham seus direitos políticos suspensos, além de multa no valor mínimo de R$ 285.578,81.

A reportagem não conseguiu contato com nenhum dos citados nesta matéria. O direito de resposta é garantido e pode ser encaminhado para o e-mail redacao@portalcorreio.com.br.


Por portal correio
R. jornal folha informa

Postar um comentário

0 Comentários