Publicidade

Ministério da Saúde entrega 600 mil testes para Maranhão monitorar variante do coronavírus

Governo Federal reforçou o envio de testes rápidos de antígeno ao estado como parte da estratégia de vigilância contra variante da Covid-19 com origem na Índia

Foto: Fernando Caixeta

hefiada pelo ministro Marcelo Queiroga, uma delegação do Ministério da Saúde viajou até São Luís (MA) para entregar 600 mil testes rápidos de antígeno. O objetivo da entrega é ampliar a testagem da população contra a cepa identificada no navio MV Shandong da Zhi, vindo da Malásia, que está atracado a 50 km da costa maranhense.

Além da quantidade maior de testes para monitorar e barrar com rapidez a circulação de uma eventual nova mutação do vírus, o MS pactuou com o Programa Nacional de Imunizações (PNI) a entrega de um percentual maior para as cidades da grande ilha: São Luís, Paço do Lumiar, Raposa e São José de Ribamar.

"Esse é um momento de nos unirmos para evitar a propagação comunitária desse vírus. Outras viroses podem levar a síndromes respiratórias agudas, e isso pode impactar e levar o nosso sistema de saúde a ter dificuldade. O ministério tem trabalhado para garantir os insumos estratégicos, como os kits de intubação, suporte de oxigênio", disse Queiroga.

O reforço na imunização será feito com as vacinas AstraZeneca e Pfizer, que já possuem estudos que indicam a efetividade contra a nova variante. No total, serão 300 mil doses a mais.

Acompanhado do secretário Executivo, Rodrigo Cruz e de representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), o ministro acompanhou pessoalmente a entrega dos testes. A convite da prefeitura e governo do estado, Queiroga sobrevoou o local onde o navio está ancorado.

A agenda incluiu, ainda, a testagem de trabalhadores do Porto de Itaqui e visita à central de vacinação da capital. Antes de retornar a Brasília, toda a comitiva que viajou ao Maranhão fez o teste rápido de antígeno, incluindo autoridades e assessores, e todos tiveram resultado negativo para Covid.

O ministro também anunciou ainda a inclusão de portuários e aeroportuários no PNO. Além desse reforço na vacinação e testagem, várias outras medidas foram adotadas, como a testagem e isolamento de toda a tripulação do navio e vigilância de todos os que tiveram contato com essas pessoas.

Fernando Caixeta
Ministério da Saúde
R jornal folha informa

Postar um comentário

0 Comentários