Publicidade

Anísio diz que Ricardo Coutinho não concordava com método coletivo quando era do PT e reafirma rejeição: "ele vem pro PT pra quê?"

Anísio disse ainda que acha que a entrada de Ricardo Coutinho e de seus aliados
no partido cria mais problemas do que solução. (Foto: Walla Santos)

Essa é a avaliação do deputado estadual Anísio Maia, que, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta terça-feira (27), conforme apurou o ClickPB, o parlamentar revelou que 80% da executiva na Paraíba defende a aliança com João Azevêdo nas próximas eleições.

"Se alguém quiser entrar pelo PT, tem que entrar pela porta da frente, com a autorização da Executiva Estadual". Essa é a avaliação do deputado estadual Anísio Maia, que, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta terça-feira (27), conforme apurou o ClickPB, o parlamentar revelou que 80% da executiva na Paraíba defende a aliança com João Azevêdo nas próximas eleições.

Anísio disse ainda que acha que a entrada de Ricardo Coutinho e de seus aliados no partido cria mais problemas do que solução. "Ele tem o histórico no tempo que ele era do PT. Não concordava com o método coletivo. Temos uma forma diferente de trabalhar, ouvir o coletivo, discutir. Ele vem pro PT pra quê? Pra ser candidato a senador? Ele não é o candidato adequado para o momento", disparou o parlamentar.

O deputado defende que o momento é para renovação, mudanças reais. "Temos de selecionar os candidatos adequados após a discussão", disse. Questionado sobre em quem votaria para senador, Anísio disse que em Aguinaldo e Efraim jamais votaria, não disse que apoiaria Ricardo, e citou até o deputado Jeová Campos como um bom nome para migrar para o partido e figurar na chapa majoritária.


Por Eliseu Lins
ClickPB
R. jornal folha informa

Postar um comentário

0 Comentários